Lavradio



"Foi no Barreiro que se fez a revolução industrial portuguesa.
Ali concretizou-se o sonho de Alfredo da Silva, o grande empresário português da primeira metade do século XX.
A CUF criou um novo conceito de família. À volta das fábricas criou-se uma cidade industrial. 
Inovadora, para a sua época, a CUF trouxe para Portugal uma nova forma de se encarar a actividade empresarial. Substituiu-se aos deveres sociais do Estado: criou a sua própria segurança social, hospitais e escolas. Foi um país dentro de um país.
Terminal dos caminhos-de-ferro para o sul, perto de Lisboa, o Barreiro era o local ideal para o desenvolvimento das principais actividades da CUF. Quanto mais estas se expandiram, mais o Barreiro cresceu.
Vila operária para uns, cidade do trabalho para outros, o Barreiro fez-se de sonhos e conflitos.
As suas altas chaminés assistiram a greves, inovação, repressão e segurança. O Barreiro foi, através da CUF, a ponte entre duas margens de Portugal: a rural e a industrial."

Retirado de "Alfredo da Silva, a CUF e o Barreiro" de Fernando Sobral, Agostinho Leite, Elisabete de Sá

























© Luis Conde
Lavradio, Barreiro
2013, 2016